A fórmula mágica para criar filhos


Uma das coisas que eu mais invejo são as pessoas que caminham com seus cães sem usar a guia, aquilo, pra mim, é mágico é algo que eu sempre sonhei. Tive cachorro a vida inteira e eles correm, pulam e fogem feito loucos! E eu grito, corro e me descontrolo...
Se não consigo controlar meus "filhos caninos" imagina agir de forma equilibrada com o Caetano correndo dentro do supermercado ou na rua, por exemplo?!?! Rsrsrs é um tremendo "Deus nos acuda"! Grito daqui, resmungo dali, puxo pela mão, faço ameaças, entro em pânico... Vejo todo mundo ao meu redor agindo como seres humanos normais enquanto eu estou ali, doida...

Todos os dias nas redes sociais, na fila do supermercado, no ônibus, na pracinha, nos telefonemas e nas visitas, milhões de "profundos conhecedores do universo infantil" com fórmulas que são verdadeiros milagres para criação dos filhos. Todo mundo sabe, menos você. 

Outro dia assistindo uma palestra no YouTube, ouvi uma frase que me chamou a atenção: "nunca uma geração se dedicou tanto a cuidar dos filhos como a nossa"... Já reparou? Pense em tudo o que damos a eles comparado ao que tivemos quando éramos crianças. Claro que nossos pais nos deram tudo o que estava ao alcance, mas nossa geração não "precisava"de celular, tablet, brinquedos de 200, 500... 1000 reais. E acho também que nunca ouve tanta cobrança para que os pais sejam presentes e participem da vida dos filhos.

Lemos e assistimos tudo o que sai sobre criação e desenvolvimento, ligamos e enviamos mensagens para o pediatra, para a nutricionista, testamos todos os métodos para educá-los da melhor forma através do uso dos brinquedos mais pedagógicos do mundo, pagamos TV por assinatura para oferecer um conteúdo de qualidade, caprichamos nas festinhas de aniversário, fotografamos... Amamos mais que tudo e ainda nos culpamos por ter que sair pra trabalhar para poder dar tudo isso a eles.

Fazemos malabarismos, mudamos os hábitos alimentares, tentamos levar uma vida mais saudável, passamos a ter uma preocupação exagerada com o meio ambiente. Tudo para garantir que tenham um futuro feliz. Me lembro que eu amava refrigerante, salgadinhos, doces... E isso nem entra mais aqui em casa, sou daquelas que quando compra um suquinho industrializado morre de culpa. Salgadinho então... É o mais mortal dos alimentos! Rsrsrs (Uma das grandes alegrias do Caetano é ir em festa de aniversário pra tomar Fanta!)


Somos metralhados por todos os lados, sempre tem um dedinho apontando nossa imperfeição! Vou dar um exemplo diário: todos os dias eu busco o Caetano na escola, gasto exatos 5 minutos da minha casa até lá, se eu vou com a Eloísa no colo me perguntam como eu aguento. Se coloco no canguru ou no sling, sou a pior mãe do planeta por carregar o bebê numa bolsa. Se ponho no carrinho, sou ruim porque criança não gosta de ficar no carrinho! E mãe não gosta de palpite! Rsrsrs Todos os dias temos que lidar com algum comentário. O bebê chora, "dá" leite em pó que é fome, "dá" chá, "dá" remédio, "dá" água, "dá" sopa. "Tá" magro, "tá" gordo, "tá" cabeludo, "tá" careca. Affff... 

O fato é que nem todo mundo tira de letra essa falta de apoio e essa cobrança imensa que sofremos, muitas vezes até dentro de casa. Não existe mágica na criação, nem no desfralde, nem na mamadeira, nem no bico, amamentação, sono, andar, falar... Podemos dividir experiências, ler estudos sobre o assunto, conversar, desabafar, mas não encarar como regra. Cada um tem o seu tempo. Inclusive as mães... Tenho certeza de que somos os melhores pais que nossos filhos poderiam ter, nos esforçamos muito para isso. Então, acredite em você!

E aí, já apoiou alguma mamãe hoje?

Beijos...

Comentários

  1. Olá Jeise!
    Sobre cachorros e guias: deve-se usar guia sim: tanto para a seguranças dos transeuntes, como deles próprios (se o instinto os manda sair correndo, eles correm mesmo e ninguém faz parar e correrem o risco de se machucar). Mas é preciso saber usar a guia.
    Sabe Jeise, eu já criei 3 filhos e sei que não existe "fórmula mágica"rsrsrs. Mas, entre erros e acertos, o resultado tem sido bom...
    Meu caçulinha está completando 40 anos...

    Abraços
    Jan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Jan, mesmo de longe você é um exemplo de amor e superação! Ei vou continuar usando a guia nos meus cachorros e usando meu coração para educar meus filhos!
      Um super beijo!!!

      Excluir

Postar um comentário

Ah! Que bom, você vai comentar!!!!
Palpita aqui!

Postagens mais visitadas deste blog

Cheguei aos 33...

Amor de irmão