Amamentação

 sexta-feira, 25 de maio de 2012

Amamentação - a escolha

Há mais ou menos um ano participo com um grupo de mães de um programa da Prefeitura aqui na cidade, que orienta as gestantes e depois do parto faz um acompanhamento do bebê até ele completar um ano de idade.

Desde o início somos alertadas para a importância da amamentação no desenvolvimento do bb e dos benefícios que ela traz para a vida toda da criança. Fiz a escolha: o leite materno seria o único alimento do meu bebê até os seis meses de idade.

Fácil não é, quem já amamentou sabe, a tarefa é árdua, são horas de dedicação, noites e noites mal dormidas, e um pequeno ser totalmente dependente de você. Mas é um vínculo maravilhoso que criamos!



Essa ideia não saiu da minha cabeça, é uma recomendação da Organização Mundial de Saúde (http://www.leitematerno.org/oms.htm).  E se  não fosse verdade isso não estaria na televisão, na internet e os médicos não pediriam... rsrsrs e assim o fiz, quando eu comecei a dar suco de laranja para o bebê, ele estava com 5 meses e 27 dias.

Quando eu dizia que ele só mamava no peito todo mundo me olhava torto. Achavam que eu era radical demais. Foi só uma escolha, diante dos argumentos dos médicos e nutricionistas decidi o que achava que seria melhor para o meu filhote. Eu jamais diria a mãe que falou que a filha dela de 4 meses já comia até jiló, que a filha dela não cresceria exatamente saudável, é claro que ela vai crescer e se desenvolver da mesma forma que o meu filho, mais uma vez reforço: é só uma questão de escolha, coisas de mãe... descobertas de mãe.

O que eu tenho a dizer sobre a experiência: Vale muito a pena. Tenho um bb de 6 meses super saudável e que pesa 8kg 340g.
Difícil é convencer as pessoas que o bebê não precisa tomar água, nem chá e que o leite é suficiente para a nutrição dele. Mas valeu, meu fortão está aí como prova de que dá certo!




O fato também é que nem toda mãe consegue amamentar o seu bebê, mas se você pode, experimente essa delícia, garanto que não vai se arrepender....

Beijos...

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

BC Leite, Amor e Vida





 
 
 


Semana Mundial de Aleitamento Materno 2013

***

No dia 21 de novembro de 2011 quando Deus me deu o maior presente da minha vida eu estava ansiosa por segurá-lo em meus braços e amamentá-lo. A sensação era de novidade, ansiedade e medo daquilo não dar certo. Mas a emoção, os vínculos criados, os olhinhos me encarando  é realmente inexplicável.

Garanto que essa foi a melhor experiência que já tive. Ver meu filho crescendo forte e saudável é uma dádiva. Saber que você carrega em si todos os nutrientes que ele precisa, que o leite materno é a primeira vacina que ele recebe, que traz força e imunidade a muitas doenças.

Dizer que é fácil, claro que não, nos primeiros 6 meses (até um pouquinho mais, já que a introdução de outros alimentos depois desse período é feita de maneira gradual) sequer saímos de  perto do bebê. Mas posso garantir que deve ser bem mais fácil que lavar, desinfetar e fazer milhões de mamadeiras durante a noite ;) !!!

Durante essa semana, tentarei publicar outros posts dividindo o que vivemos por aqui. O assunto é extenso e polêmico...rsrsrs Mas vale lembrar que eu já amamentei na praça, no ponto de ônibus, dentro do ônibus, na fila do banco, no shopping... que usava roupas que permitissem que eu amamentasse sem passar nenhuma saia justa e via o meu bebê gorducho dando ataques de fome em todos esses lugares... rsrsrs

Esse post participa da Blogagem Coletiva Leite, Amor e Vida. Quer conferir quem mais participou? Passa lá!


PS.: Eu já havia falado sobre amamentação aqui!
Beijos...

sábado, 3 de agosto de 2013

Amamentação: informação é fundamental

Aqui, eu falei sobre amamentação quando o filhote tinha 6 meses. Como eu havia prometido um post sobre a minha experiência, então vamos lá.

Eu sempre quis que o Caetano nascesse de parto normal, essa era a minha opção desde o início, conversei com a minha médica e aguardamos 41 semanas, como eu não tive nem dilatação nem contração fui para a maternidade para tentar induzir o parto(receber medicamentos para provocar as contrações) . Mas as contrações não vieram, a dilatação também não, e foi feita a cesárea. Apesar do parto não ter sido normal, logo que levaram o Caetano para o quarto eu já tinha o colostro. Não foi difícil para que ele logo desenvolvesse a habilidade para mamar.


Fomos para casa, tudo lindo e colorido e no quarto dia de vida do bebê meu seio empedrou e rachou também. A dor era insuportável, eu chorava todas as vezes que ia amamentá-lo. Quando ele acordava eu sentia um frio na espinha. Nesses momentos o meu marido me ajudou muito ele que colocava o filhote no meu seio. Nesse mesmo dia eu procurei ajuda no posto onde fui orientada durante toda a minha gestação, fui atendida por uma enfermeira que me auxiliou, fazendo massagem e tirando o excesso de leite. Ela me ensinou a tirar esse excesso e o que mais me ajudou, que o próprio leite ajudaria a cicatrizar as rachaduras, era só passar um pouquinho antes e depois de amamentar o bebê.

Em um ou dois dias já tinha cicatrizado e eu pude experimentar a maior alegria do mundo, que é amamentar. Acredito que a orientação e a informação foram fundamentais para que eu seguisse em frente.

O que eu digo para as mamães é que se esforcem muito para conseguir amamentar seus filhos. Vale muito a pena. Me perdoem a sinceridade, mas por favor, não deem ouvidos ao que os outros digam, procure sempre orientação profissional, e caso você não concorde com o tipo de orientação (como já aconteceu comigo algumas vezes) procure uma segunda opinião de um outro profissional. Mas é fundamental não ceder aos conselhos de "leite ralo que não alimenta", "chá para cólicas", "seio que não produz leite" etc.

O Caetano foi alimentado exclusivamente pelo leite materno até os seis meses e eu consegui amamentá-lo até 1 ano e 4 meses, parei por uns probleminhas de saúde (mas isso é assunto para outro post.).

Se me perguntassem se amamentar é igualzinho vemos nos cartazes que incentivam esse ato, eu diria que sim, para que eu chegasse lá eu chorei um pouquinho, mas valeu cada lágrima, cada esforço. Por aqui as coisas aconteceram assim e você, conseguiu amamentar?

Outros posts sobre amamentação aqui e aqui também!
Beijos...

 

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

1° Mamaço em Poços de Caldas (Editado)

Por algum motivo, que ainda não consegui descobrir, minhas postagens programadas nunca entram, tinha feito 4 posts para semana passada durante a minha "ausência", mas não deram certo e não consegui publicá-los do celular... mas tudo bem, voltei, e já estou por aqui matando as saudades do bloguito!

No domingo dia 04 de agosto, tivemos o "1° Mamaço em Poços de Caldas" e lógico que eu não podia deixar de ir lá para apoiar as mamães, um evento organizado e muito legal que contou com a participação de várias mamães, papais e bebês que abraçaram a causa incentivando o aleitamento materno.
  O Caetano que já tinha aderido ao movimento no Facebook, "foi pra rua"!

 Começamos meio tímidos...
 Papais ajudando...
 Faixa colocada...
 Caetano só aguardando o momento de entrar em cena...

 E prontinho! Estávamos unidos por aquilo que acreditamos, 
A IMPORTÂNCIA DO ALEITAMENTO MATERNO E A CRIAÇÃO
DE UM BANCO DE LEITE EM POÇOS!
 Foi muito bom!

Saiu até uma matéria no telejornal:
http://www.youtube.com/watch?v=PxfV1wqfglg&feature=youtube_gdata_player


É claro que esse pessoal mais velho curtiu uma pipoca também!
 E a diversão para os pequenos foi garantida! rsrsrs

Meio atrasado, mas eu precisava deixar esse momento super especial registrado por aqui!
Beijos...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cheguei aos 33...

Amor de irmão